Zona azul começa a operar amanhã, dia 15 de setembro

No Rating

Amanhã, dia 15 de setembro, começa a funcionar o sistema de estacionamento rotativo pago conhecido como Zona Azul. O sistema, que está sendo implantado pela Prefeitura de Itajubá conforme a Lei Municipal nº 3.016, de 19 de dezembro de 2013, tem como principal objetivo democratizar o espaço público e o número de vagas de estacionamento no centro da cidade.

A empresa que prestará o serviço é a Cermob Tecnologia Ltda., e o estacionamento rotativo será em formato eletrônico. O novo modelo elimina os cartões de papel, pois o bilhete é eletrônico podendo ser comprado nos pontos de comércio credenciados, pela internet – no site da empresa – ou por meio de aplicativo de celular.

Nos comércios haverá uma máquina na qual o usuário digita a placa do veículo e o sistema já reconhece o pagamento do estacionamento naquela rua. No aplicativo, que funciona nos sistemas Android e IOS, o motorista compra a vaga e aciona diretamente pelo celular. Já no site da empresa, a pessoa pode pagar o estacionamento por boleto bancário, cartões de crédito e débito ou depósito bancário.

A fiscalização nas áreas de Zona Azul será feita por monitores da Cermob, que vão circular na região de estacionamento rotativo com aparelhos palmtop para verificar os veículos que fizeram o pagamento da taxa. Caso o motorista não esteja regular, o agente acionará a Guarda Municipal, que também receberá palmtops para que realizem a autuação.

Área coberta pelo serviço

A Prefeitura realizou um mapeamento para definir a região coberta pelo serviço. Em um raio de 300 metros do busto do ex-presidente Wenceslau Braz, localizado na praça de mesmo nome, será a área Azul ou 1, que é o Centro crítico, no qual o tempo máximo de permanência é de uma hora. Já em raio de 450 metros do busto será a área Verde ou 2, onde a permanência máxima será de duas horas.

Ainda será permitido aos usuários migrarem de uma área para outra. Por exemplo: se acabou o período de uma hora na área 1 e houver vaga na área 2, o motorista poderá estacionar no local por uma hora sem pagar outro bilhete, e vice-versa. Os bilhetes custarão R$ 3,00 para carros e R$1,50 para motos.

As vagas para idosos e deficientes físicos também serão de estacionamento rotativo. Os únicos veículos isentos são os prestadores de serviços públicos que estiveram trabalhando na rua, como de empresas de energia elétrica, internet e saneamento básico, por exemplo. Quando o serviço for executado em locais fechados, esses veículos terão que pagar estacionamento. Veículos oficiais também não pagam estacionamento.

O tempo máximo de tolerância para o estacionamento rotativo é de 10 minutos, que é o prazo para o acionamento ou compra do estacionamento. A empresa que gerencia o serviço não é responsável por avarias ou furto de veículos, pois cuida apenas do estacionamento do espaço público para dar rotatividade ao mesmo.

Período de adaptação

De 15 de setembro até 15 de outubro será o período de adaptação, no qual não haverá autuação. O motorista que não aderir ao serviço nesse período receberá apenas um aviso. Porém, a partir de 15 de outubro as autuações, que resultam em multa, serão aplicadas.

Com a medida, a Prefeitura pretende reduzir o número de veículos que trafegam no Centro da cidade, principalmente nos horários de pico. Quem não pagar o estacionamento rotativo comete infração de trânsito leve, e, além de pagar multa de R$ 53,20 perderá três pontos na carteira de habilitação.

A partir do dia 21 de setembro o aplicativo já estará disponível no site www.comtempo.com.br e as empresas que farão a venda do estacionamento estarão credenciadas.

Veja, no link a seguir, o mapa das áreas de estacionamento rotativo.

Mapa

Assista ao vídeo e saiba mais sobre o estacionamento rotativo:

Clique aqui.